Dias de muito aprendizado em Brasília

No mês de maio foi realizado o estudo de meio em Brasília. Os alunos da 1ª série do Ensino Médio estudaram as principais instituições que compõem a esfera federal do Estado e puderam aprimorar seus conhecimentos sobre a capital do nosso país. 

Afinados com as temáticas do solo e da luz propostas pela UNESCO no ano de 2015, no estudo de meio de Brasília os alunos fizeram coleta de amostras do solo do Cerrado que serão analisados em laboratório com o objetivo de discutir suas características físico-químicas e relacioná-las ao modo de vida dos organismos do Cerrado.

Conheceram o Palácio do Planalto, os plenários da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal. Conversaram com deputados federais, com destaque aos integrantes da Comissão da Educação e com o Senador pelo Rio de Janeiro, Romário.

 Acompanhados de três monitores e dois professores, os estudantes foram divididos em dois grupos para conhecerem o Ministério da Cultura. Lá, passaram pelos oito andares do edifício-sede do ministério, incluindo o gabinete do ministro Juca Ferreira. Ao fazer perguntas aos servidores do MinC, os estudantes demonstraram curiosidade em saber como funciona o orçamento do ministério, como ações culturais podem conseguir financiamento e como as tarefas são divididas entre as competências da União, Estados e municípios.

O aluno Pedro Schmidt, 15 anos, gostou da experiência de vivenciar um dia de trabalho dentro de uma estrutura de governo. Ele afirmou ter saído com um entendimento melhor do funcionamento da administração pública. “Acho importante que cada cidadão brasileiro tenha direito de conhecer a cultura do seu próprio país, já que é uma das coisas mais importantes que ele pode ter. Pude entender como funciona o interior do ministério, qual a estrutura, como funcionam as leis e conhecer quais são as pessoas que cuidam da cultura”, afirmou.

Visitaram também uma das mais conhecidas e prestigiadas catedrais (Catedral Metropolitana de Brasília) e o Palácio do Itamaraty. As superquadras, idealizadas por Lúcio Costa e que também foi o responsável pelo Plano Piloto ao lado de Oscar Niemeyer, foram o local ideal para que pudessem realizar pesquisas e entrevistas com moradores locais.

A cada visita buscaram relacionar o que aprenderam em sala de aula sobre Aristóteles, Maquiavel e Montesquieu com o que a política realmente é ou como deveria ser. No próximo bimestre, acrescentarão Kant a essas referências.

Ao final do percurso, esses trabalhos devem revelar jovens maduros para o exercício da cidadania, capazes de questionar a vida política e que estejam conscientes da complexidade e das contradições existentes na relação entre o Estado e a sociedade brasileira.

Estudantes conheceram estrutura e projetos do MinC (Foto: Thais Mallon)

Veja matéria com nossos alunos no site do Ministério da Cultura

Clique para ver as fotos da viagem!