Planeta Saudável – Dezembro 2015

O açúcar

O açúcar é um termo genérico para carboidratos cristalizados comestíveis, principalmente sacarose, lactose e frutose.

Não é nenhum segredo a delícia que é o açúcar. Apesar de ser bom demais, o açúcar faz mal à saúde quando consumido em excesso, assim como tudo na vida.

O açúcar aumenta os níveis de hormônios como a dopamina e a serotonina, o que causa uma momentânea sensação de bem estar, mas com a liberação da insulina, esse estado de excitação passa rapidamente e a pessoa sente vontade de comer mais açúcar, portanto, o açúcar pode viciar.

Muitos são os danos provocados pelo excesso de açúcar, sendo que a obesidade não é o mais preocupante deles. Assim como o consumo exagerado de frituras, de gorduras e de sal, por exemplo, o açúcar também pode ser bastante prejudicial à saúde.

Como o perfil metabólico é uma característica individual, nem todos reagem da mesma forma com relação ao consumo do açúcar, porém a grande maioria pode apresentar sérios problemas à saúde, dependendo das suas heranças genéticas, frequência de consumo, quantidade, idade, sexo e prática de atividades e exercícios físicos.

Seu uso excessivo pode causar doenças coronárias, diabetes tipo II, problemas neurológicos, doença renal crônica, problemas de aprendizagem e síndrome metabólica e seu uso está associado à doença hepática gordurosa não alcoólica.
O grande problema é que o açúcar está em lugares que não imaginamos e acabamos consumindo grandes quantidades todos os dias.

Altos níveis de açúcar podem se esconder em alguns alimentos inesperados, especialmente alguns que são vendidos como alimentos “saudáveis”. Alguns exemplos são pães, leites e iogurtes, barras de cereais, biscoitos e sucos.

 

Dicas nutricionais para substituir o açúcar dos seus hábitos alimentares

  • Comece reduzindo o açúcar refinado para ir gradativamente mudando sua palatividade até eliminá-lo totalmente;
  • Evite consumir sucos industrializados, refrigerantes, assim como doces de maneira geral, balas, goma de mascar e demais carboidratos simples (arroz, pão, bolachas e bolos). Eles também têm absorção rápida e podem causar danos à saúde;
  • Não adoce sucos de frutas naturais;
  • Utilize o mel, açúcar mascavo ou demerara, porém, moderadamente, uma vez que também têm uma rápida absorção, não podendo ser usados por pessoas que têm diabetes. A sua vantagem está no fato de conterem vitaminas e minerais importantes que o açúcar refinado perdeu e por isso “rouba” cálcio e vitamina B1 do organismo;
  • Se escolher utilizar o adoçante, utilize os naturais como stévia, extrato de agave ou sucralose;
  • Substitua todos os carboidratos refinados (pães, massa, biscoito) pela versão integral

Por Mirella Pinheiro
Nutricionista, Colégio Pentágono – Unidade Morumbi

Confira algumas opções de lanches saudáveis recomendadas pela nossa nutricionista