Planeta Família – Como ajudar o seu filho a se organizar nos estudos?

Ninguém melhor que os pais para organizar a rotina da casa e das pessoas que nela convivem: horário para acordar, para sair, para o esporte, para a consulta médica, para visitar os familiares, para o aniversário… São inúmeros os eventos! E, para que tudo caiba na nossa agenda, é necessária uma programação, sabendo que algumas atividades exigem uma fixidez maior do que as outras.

Aprendemos quando, a partir de informações, formamos um conceito que nos possibilita compreender outros fatos. A memorização é uma das etapas, mas sabemos que não é a única. Será necessário compreender e transpor para que o aprendizado se consolide.

O hábito de estudar exige disciplina e podemos ajudar os nossos filhos a implementá-la em suas rotinas.

 

 

E como fazer isso?

 

Para começar esse trabalho, precisamos promover quatro ações básicas: criar um espaço adequado para o estudo, determinar um tempo para o trabalho, ter o material necessário e optar pela maneira mais adequada de se estudar.

A primeira delas diz respeito ao espaço. Criar um espaço fixo e responsabilizar os nossos filhos pela organização e pela limpeza, pela colocação e pela retirada dos materiais, é fundamental para a execução do trabalho. Os pais podem e devem orientar nesse sentido. Assim como arrumamos a cozinha, o local do trabalho deve estar pronto para esse fim.

A segunda será planejar com os nossos filhos o tempo destinado ao estudo. Como as agendas estão cada vez mais cheias, programar a quantidade de horas para o estudo diário facilitará a vida escolar. Dividir o tempo de trabalho, ao invés de concentrar horas de estudo às vésperas de uma avaliação, trará, certamente, melhores resultados. Mapear as tarefas conforme o tempo e a importância e destinar mais horas às disciplinas que exigem mais esforço devem ser observados.

A Terceira etapa consiste em ter o material necessário. Sem este, não sera possível avançar. Caderno, fichas de estudo, livros, dicionário, estojo… É como ter disponíveis os ingredientes para fazer um bolo ou as ferramentas para um pequeno reparo em casa.

A próxima e última fase diz respeito à maneira mais adequada para o estudo. Ler, copiar, memorizar, passar a limpo um caderno, esquematizar, resolver questões e provas antigas, marcar com cores diferentes o que sabe e o que não sabe, sublinhar palavras-chaves, nomear parágrafos… Podemos dar pistas aos nossos filhos, mas não respostas. Sugerir onde encontrar a solução ou ler junto pode ser o caminho para o desenvolvimento da autonomia do conhecimento. Facilitar essa trajetória significa promover benefícios que eles levarão consigo.

 

Marcly Castro
Orientadora Educacional – Ensino Fundamental II e Ensino Médio
Unidade Perdizes