45 anos – Julia Veras

Julia Veras

“Eu tinha 4 anos quando entrei no Pentágono e, de lá, só saí aos 17, após minha formação no colegial. No colégio, tive a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas, professores que me ensinaram muito mais do que teorias e amigos que são como uma família para mim. Isso é o que fazia e ainda faz os meus olhos brilharem quando penso no Pentágono: uma escola que forma famílias; famílias de alunos, de pais, de professores, de funcionários, e que permite que todos se sintam em casa, à vontade para se descobrir, aprender e criar laços que transcendem o ambiente escolar e que são fundamentais para a formação pessoal.

E, hoje, eu posso dizer que lá eu me descobri. Descobri não só grandes amizades, mas também que eu adorava idiomas, esportes, livros, um bom debate, administração de empresas – área em que estou me graduando – e, por incrível que pareça, que eu adorava estudar! Levou um tempo para eu entender a importância que a escola teve na minha vida, mas hoje sei que, se não fossem as excelentes oportunidades que tive no colégio, grande parte dessas descobertas não teriam sido feitas e, muito provavelmente, minha vida teria tomado um outro rumo.

Fico feliz que isso não aconteceu e que pude aproveitar ao máximo tudo que o Pentágono tinha para oferecer, pois, de lá, saí com uma grande herança: uma pessoa mais desenvolvida pessoal e academicamente. Na verdade, acho que este é o propósito das escolas, né? Mas fico feliz por meus pais terem escolhido especialmente o Pentágono, há 17 anos, pois não teria escola melhor para mim.

No aniversário de 45 anos do colégio, eu deixo aqui a minha gratidão à escola e a todos aqueles que tornaram a minha experiência lá a melhor, por tudo o que aprendi e descobri, e por saber que, daqui há uns 10 anos, quando eu tiver meus filhos, eles também estarão em boas mãos quando estudarem no Pentágono!”

Julia Veras, ex-aluna da unidade Alphaville.