Pentágono Saudável – Setembro 2016

Alimentos orgânicos e sua importância

O consumo de orgânicos tem aumentado consideravelmente no mundo, impulsionado principalmente pela preocupação dos consumidores com a qualidade dos alimentos.

Um produto orgânico é muito mais do que um “alimento sem agrotóxicos e aditivos químicos”, visto que é o resultado de um sistema de produção que busca manejar de forma equilibrada o solo e os demais recursos naturais (água, plantas, animais), conservando-os em longo prazo e mantendo a harmonia desses elementos entre si.

Alimentos orgânicos são aqueles que, in natura ou processados, livres de contaminantes intencionais, respeitam e protegem o meio ambiente, visando à sustentabilidade ecológica. Esses alimentos são livres de agrotóxicos (pesticidas), fertilizantes sintéticos (de organismos geneticamente modificados), aditivos alimentares (de radiações ionizantes e de hormônios) e se caracterizam pelo uso estritamente controlado de drogas veterinárias. Assim, pode-se afirmar que esses alimentos são menos contaminados quimicamente que os convencionais.

O Guia Alimentar para a População Brasileira recomenda o consumo de alimentos orgânicos como uma prática alimentar saudável. Em adição, o modo de produção vem ao encontro do conceito de Segurança Alimentar e Nutricional adotado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ao destacar que as práticas alimentares promotoras de saúde devem ser social, econômica e ambientalmente sustentáveis.

Por não utilizar adubos químicos de alta solubilidade e alta concentração, os alimentos orgânicos são mais fibrosos e possuem maior concentração de matéria-prima seca. Por isso, além de qualidade, ao comprar alimentos orgânicos, o consumidor estará levando uma maior quantidade de nutrientes.

Portanto, é de extrema importância o consumo dos orgânicos pelas crianças, associado à implantação de ações de educação em saúde e nutrição.

Deve haver, também, orientação quanto à qualidade e o fornecimento destes alimentos, para não haver riscos de consumir um produto que sofreu contaminação microbiológica durante a produção. O ideal é optar por aqueles que atendam às exigências para serem considerados orgânicos, através de inspeções e certificações. Assim, a qualidade será garantida, colaborando para um bom estado nutricional.

Por Fernanda Nishimura Landim
Nutricionista, Colégio Pentágono – Unidade Alphaville

Confira algumas opções de lanches saudáveis recomendadas pela nossa nutricionista