Planeta família – Lição de casa: o início de um bom hábito

Quanta emoção ao receber a pasta de lição de casa pela primeira vez! Para os alunos, é um momento de muitos desafios e responsabilidades. Eles se tornaram “grandes”. Para os pais e responsáveis, é um momento de dúvida, e muitos se perguntam: E agora? O que eu preciso fazer?

Em primeiro lugar, orgulhem-se. Seus filhos realmente estão “grandes” e têm um imenso desafio pela frente. Eles devem fazer a lição com prazer e autonomia e, com o passar do tempo, desenvolver um bom hábito: o de estudar.

Comemorado o momento, vale preparar um “cantinho de estudo” para as crianças, mesmo que sejam pequenas. Já imaginaram a alegria delas ao ter um lugar para fazer as suas atividades? Ainda mais se nesse cantinho houver mesa, cadeira, luminária, lousa e um estojo bem equipado, com lápis grafite, borracha, lápis de cor, tesoura e cola. E folhas em branco e coloridas, além de algumas revistas com imagens para recortar e fazer uma bela colagem.

Montado o cantinho de estudo, que tal organizar um horário na rotina das crianças para fazer a lição de casa? Uma boa ideia pode ser colocar um calendário, em um mural ou em uma lousa, para que elas se acostumem com os dias e os horários para realizar as suas tarefas.

Depois do café da manhã, depois do almoço ou depois do jantar? Ou assim que chegam da escola? Depois do banho? Enfim, cada família deve avaliar qual é o momento mais apropriado para que as crianças façam a lição de casa da melhor maneira possível. E sempre com as mãos limpas e com o espaço organizado.

Com um horário definido e um lugar certo para fazer a lição, as crianças já têm as ferramentas necessárias para desenvolver um bom trabalho e, aos poucos, se habituar a fazer a lição no lugar e no horário adequados.

Dado esse apoio, os pais e responsáveis podem estar presentes ou se manter por perto enquanto os filhos fazem a lição, mas não devem, de forma alguma, fazer a lição por eles. Caso isso aconteça, as crianças não terão prazer em ver o seu desenvolvimento acadêmico.

Os “erros” das crianças fazem parte do processo de aprendizagem e serão discutidos em sala de aula. Se os pais ou responsáveis privarem os filhos dos erros, acabarão privando-os do processo tão bonito que é aprender e gostar de estudar. O esforço vale a pena!

Julia Contier Fares
Orientadora Educacional da Eduação Infantil
Colégio Pentágono