Dica de Leitura – Janeiro/2017

Educação Infantil

Flicts
Autor: Ziraldo
Ed. Melhoramentos

Flicts é um livro infantil ilustrado do escritor, desenhista e cartunista Ziraldo, escrito antes mesmo de O Menino Maluquinho, o livro foi o que abriu as portas para o autor.

Conta a história de uma cor “diferente”, que não consegue se encaixar no arco-íris, nas bandeiras e em lugar nenhum, e que ninguém, a princípio, reconhece seu merecido valor. Ao longo do livro, Flicts vai se conformando que “não tinha a força do Vermelho, não tinha a imensidão do Amarelo, nem a paz que tem o Azul”.

Contudo, Ziraldo presenteia o leitor com uma fantástica mensagem de caráter e respeito, dando a entender que todas as pessoas por mais diferentes que sejam, possuem seu lugar no mundo. E Flicts também encontra seu lugar: a Lua.

Editado no mesmo ano em que o homem foi à Lua pela primeira vez, Flicts é uma daquelas obras que resistem ao tempo.


Ensino Fundamental II

Os natos
Autor: Beto Junqueyra
Companhia Editora Nacional

Os natos, conta a história de um grupo encarregado de missões especiais.

Na história eles farão uma volta ao mundo, passando por todos os países que falam a língua portuguesa, numa gincana. O objetivo da gincana é desvendar uma série de mensagens deixadas pelo poeta Luís de Camões, espalhadas em diversos locais do mundo. Ao decifrar essas mensagens, a equipe vencedora poderá encontrar um tesouro, deixado pelo famoso escritor português.

Vale a pena compartilhar essa história em busca desta aventura fantástica!

 

 

 


Ensino Médio

 

 

São Bernardo
Autor: Graciliano Ramos
Ed. Record

“O romance mais importante de Graciliano Ramos é “Vidas Secas? Sem dúvida. Mas, num tempo de predomínio dos estudos de gênero, nada mais significante do que indicar “São Bernardo”. Em uma trama que tem como plano de fundo a situação dramática do Nordeste brasileiro. Paulo Honório, narra sua vida, de guia de cego no interior do Alagoas até se tornar um grande dono de terras, e como não mediu nenhum esforço para conseguir seus objetivos, deixando de lado os escrúpulos e a ética. Um romance envolvente que marcou a segunda geração do movimento modernista, uma leitura clássica e muito válida.”