Planeta Família – Segurança dos pais ajuda na adaptação tranquila

A adaptação nada mais é do que o processo pelo qual um ser se ajusta a uma nova situação. Há pessoas que demoram mais para se adaptar, e outras que precisam de um período menor para isso. De todo modo, a adaptação requer algum tempo e, por que não dizer, alguma aprendizagem. Quando se trata da primeira adaptação à vida escolar, os pais ou responsáveis podem ser boas referências para uma criança pequena.

Para isso, os pais da criança novata devem estar munidos de coragem – coragem para entregar seu filho ou sua filha para a professora com confiança. Quanto mais firmes e confiantes estiverem os pais, mais fácil será para a criança. Ao perceber a tranquilidade dos pais, ela ficará um pouco mais calma e se sentirá querida por outras pessoas que certamente a acolherão de forma carinhosa. Assim, o impacto de uma nova rotina, de novas relações e de um novo espaço deve ser menos desconfortável.

Por outro lado, ao notar insegurança nos pais, a criança tende a ficar insegura e a adaptação se torna mais difícil e demorada. Se o pai ou a mãe se sentirem culpados em deixar o filho na escola, ele pode se sentir abandonado e chorar ainda mais na hora da despedida.

Para além da coragem, os pais devem cumprir algumas combinações com a escola, que podem auxiliar no processo. A pontualidade, o uso do uniforme e a organização do material são fatores que ajudam – e muito – a criança a se sentir pertencente àquele novo grupo, demorando menos para se adaptar ao novo espaço.

Chegar no horário contribui para diminuir a ansiedade da entrada e possibilita à criança participar da explicação sobre o que será realizado ao longo do dia, o que vai deixá-la mais segura a respeito do que acontecerá, desde o momento em que ela chega até a hora de ir embora. O fato de estar de uniforme, como o restante dos alunos, faz com que a criança se identifique como parte de um grupo. Ter todo o material organizado, assim como o lanche que traz de casa, também proporciona a sensação de que tudo está sendo cuidado para que ela passe um bom dia na escola.

Com o material organizado, o lanche preparado, vestindo uniforme e chegando no horário ou até mesmo com alguma antecedência, a criança se sentirá organizada, dentro de uma rotina, e, certamente, o processo de adaptação ocorrerá de maneira mais amena. E na hora da despedida, valem alguns conselhos finais. Explique para a criança o que acontecerá ali, quem irá buscá-la no fim do dia e o que será feito quando ela sair da escola. Mesmo sendo pequena, ela compreenderá e se sentirá mais segura com a explicação. Por fim, depois do beijo e do abraço, no momento de deixá-la, coloque-a no chão – não passe a criança do seu colo para o colo da professora, pois o processo pode ficar ainda mais difícil. Ajude a criança a pôr a mochila nas costas e incentive-a a entrar andando na sala de aula. Coragem! E bom começo de vida escolar para todos!

Julia Contier Fares
Orientadora Educacional – Educação Infantil
Colégio Pentágono