Pentágono Saudável – Março 2017

Alimento Natural, Integral e Orgânico

Cada vez mais vemos as pessoas buscarem opções de alimentos mais saudáveis, mudando seus hábitos alimentares para alternativas que antes não eram conhecidas. Hoje, nós nos deparamos com famílias que estão dando total abertura para os alimentos naturais, integrais e orgânicos.

Mas qual a diferença entre esses alimentos?

Primeiro, precisamos lembrar que esses tipos de alimentos são benéficos para o corpo humano em relação aos alimentos que contêm produtos químicos e conservantes.

Integral

O alimento integral é um alimento que está perto do seu estado natural. O produto não foi transformado e nem refinado, é livre de produtos químicos, aditivos e conservantes.

Quando os alimentos são processados, os nutrientes, como vitaminas, minerais, fibras e água, são perdidos durante o processo.

Outro fator positivo para os integrais é que estes não possuem qualquer adição de açúcar e sal. Frutas e legumes são um exemplo simples de alimentos integrais. Outros alimentos integrais são o arroz, as sementes, o leite, os ovos e certos cortes de carnes, peixes e aves.

Se esses alimentos receberem qualquer aditivo, eles deixam de ser integrais.

Orgânico

Quando falamos de alimentos orgânicos, estamos nos referindo a carnes, aves, laticínios e ovos que vêm de animais que são livres de antibióticos e hormônios de crescimento. Frutas e legumes orgânicos são aqueles que nunca foram tratados com pesticidas ou outros produtos desse gênero.

As fazendas de plantações orgânicas devem ser visitadas por fiscais que supervisionam se os procedimentos estão corretos e se estes estão dentro dos padrões exigidos. Para essa certificação, esses alimentos devem ser 100% orgânicos.

Os alimentos de origem animal, para serem rotulados como orgânicos, devem ter acesso ao ar livre e serem isentos de hormônios de crescimento. Pesquisas comprovam maior quantidade de vitamina C e proteínas nesse tipo de produto.

Natural

Vamos falar um pouco da diferença entre alimentos naturais e orgânicos.

O alimento orgânico necessita de uma certificação, como já falamos, que nos comprove a autenticidade dos produtos. Já os alimentos naturais não possuem nenhuma supervisão legal ou federal e não são definidos por qualquer lei.

Um alimento rotulado como natural é aquele considerado com menos conservantes e aditivos químicos mas, como não há leis que fiscalizam esses produtos, não temos essa certeza.

Conclusão: dê preferência aos alimentos orgânicos ou integrais, pois possuem maior fiscalização e trazem maiores benefícios para a sua alimentação. Esses alimentos também favorecem o meio ambiente.

Nos últimos tempos, percebemos uma queda nos preços desses produtos. Podemos concluir que a procura está sendo feita em maior proporção, o que está deixando-os mais acessíveis para a população.

Por Liliana Lopuff
Nutricionista, Colégio Pentágono – Unidade Perdizes

Confira também algumas opções de lanches saudáveis recomendadas pela nossa nutricionista