Planeta família – Mentira não é brincadeira de primeiro de abril!

Tarefa hercúlea educar filhos e alunos nos dias de hoje!

Como convencê-los a ter compromisso com a verdade se o noticiário está carregado de adultos que mentem na maior cara de pau e, mesmo assim, estão muito bem de vida como políticos e empresários?

Nos primeiros anos de vida, a criança mistura fantasia com realidade e parece que esse pessoal do noticiário ainda não saiu dessa fase, não é mesmo?

Pequenas mentiras fazem parte do nosso cotidiano. Algumas são até necessárias, como, por exemplo, quando nos perguntam se está tudo bem e respondemos que sim, não queremos nos prolongar quando, na verdade, nossa vida está um caos. Esse tipo de mentira necessária não causa grandes danos e a vida segue.

Temos vários tipos de mentirosos: os que se gabam de realizarem grandes proezas, os que se passam por quem não são, e, geralmente, contam vantagens para se valorizar. Muitas vezes, esse tipo de comportamento acaba trazendo consequências boas ou ruins apenas para o falastrão; aos outros, causa, apenas, desconfiança.

A mentira passa a ser motivo de preocupação caso se torne recorrente e provoque prejuízos, tanto para quem a conta como para outras pessoas. Este fato pode ocorrer com qualquer uma de nossas crianças e adolescentes em alguma etapa de seu desenvolvimento.

Nesses casos, devemos ficar atentos e procurar descobrir qual a razão desse comportamento.

Medo, insegurança e necessidade de ser aceito costumam ser algumas das causas que provocam o uso da imaginação no lugar da realidade. Identificada a razão da mentira, podemos tentar ajudar essa criança ou adolescente, corrigindo o motivo que a levou a ter essa forma de agir. Podemos observar o comportamento, compartilhar a questão com a escola ou proporcionar espaço para conversas e elaboração.

Se não formos capazes de solucionar esse desconforto com nossos próprios recursos, devemos procurar ajuda profissional.

Vamos combater o efeito Pinóquio que está acometendo os nossos “dignos representantes” em várias esferas da sociedade!

Heloísa Porto Alegre
Orientadora Educacional
Colégio Pentágono