Visitas ilustres

Um dos momentos mais encantadores dentro do Projeto da Infoeducação é o encontro com os autores dos livros paradidáticos. Após meses de estudos, debruçando-se de modo transdisciplinar sobre o livro adotado e toda a obra autoral, a conclusão do projeto de leitura se dá com a visita do autor. É um encontro envolvente, que quase transforma a visita ilustre em um mito. As crianças esperam ansiosamente e, por meio de diversas perguntas, inimagináveis, a intimidade vai se construindo com essa pessoa que parecia, até então, muito distante. Os autores são presenteados com cartões, desenhos e frases construídas durante o projeto, chegando ao grande final com o momento dos autógrafos e muitas fotos. Estas emoções, com certeza, ficarão guardadas no imaginário destes leitores e futuros escritores.

 

 

Para concluir o Projeto sobre animais, os alunos do G4 receberam a visita do autor e da ilustradora, Toni e Laíse, da coleção “Tem bicho que tem…”, “Tem bicho que gosta…”, “Tem bicho que sabe…” e “Tem bicho que é…”. O projeto tem o livro como apoio não só de leitura, mas como disparador de atividades e de informações para diversas ações, buscando ampliar e explorar os conhecimentos prévios sobre os animais. A ideia é, também, que as crianças, ao identificar as características dos bichos, realizem comparações para identificar semelhanças e diferenças entre os animais e entre as crianças e os animais. Além disso, destacam-se as grandes ilustrações coloridas, que provocaram nas crianças o desejo de também produzirem desenhos dos bichos com os que mais se identificam.

Para concluir o projeto com o livro “Pé-de-bicho”, as turmas do G5 receberam a visita da autora Márcia Leite. Foi um momento encantador, recheado de histórias, curiosidades e muitas perguntas

De forma bem-humorada, os alunos do 2º ano aprenderam sobre o reino animal e suas curiosidades com o livro “Girafa tem torcicolo?”, do biólogo Guilherme Domenichelli. Em sua visita, o autor, que aproveitou para autografar os livros da garotada, trouxe um casal de esquilos e a teiú Lisa para um encontro descontraído.

O desafio de formar leitores hábeis, interessados e apaixonados pelo mundo das letras começa logo cedo. Quanto antes a criança entrar em contato com os livros e com a leitura, melhor. No entanto, as experiências literárias nos primeiros anos de vida dependem dos adultos — “aqueles que sabem ler” — que a rodeiam: professores, pais, familiares e escritores. Ler deve ser uma experiência gratificante, e proporcionar na escola este ambiente alfabetizador, profundamente estimulante, é fundamental.

Confira as fotos:

Educação Infantil:

 

Ensino Fundamental I: