Na infância, o amor nada mais é do que um sentimento de carinho e amizade.

Nossa Orientadora Educacional, Heloísa Porto Alegre, explica que as demonstrações de afeto como trazer presentes e chamar outra criança de “namorado” ou “namorada”, é uma maneira de imitar os adolescentes e adultos, pois são as referências que encontram no dia a dia.

Heloísa enfatiza que o papel dos pais e educadores é ensinar as crianças a demonstrar essa amizade sem ser com um viés romântico, com presentes ou coisas materiais. Segundo a educadora, incentivar que as crianças sejam crianças é abrir espaço para a imaginação e criatividade.

Confira o post completo no Blog dos Colégios do Estadão>>