Quando falamos de educação tecnológica estamos falando de STEM, sigla em inglês para designar as quatro áreas do conhecimento: Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.
 
A proposta do Projeto Lego é unir conhecimentos dessas áreas em torno da construção de algo que resolva o desafio proposto em aula. Essa é uma abordagem que engaja os alunos em atividades práticas que misturam diferentes competências e conduzem a uma aprendizagem criativa.
 
O programa usa como abordagem o “aprender fazendo”, que coloca o aluno no centro de seu processo de aprendizado para construir conhecimentos a partir de projetos e experiências práticas. Essas experiências envolvem o trabalho coletivo, estimulam a criatividade e desenvolvem empatia, além de se basearem em princípios que estimulam a autonomia e o potencial inventivo. E dessa forma, pensando sobre a tecnologia, é que os alunos deixam de ser apenas seus usuários e passam, também, a pensar e produzir tecnologia.