Suassuna – O Auto do Reino do Sol

    

 

Suassuna – O Auto do Reino do Sol traz na essência uma série de características de seu homenageado. Ariano Suassuna (1927- 2014), que teria completado 90 anos em junho de 2017,  defendeu incansavelmente a brasilidade e a valorização da cultura nacional ao mesclar a arte popular e o universo erudito em todas as suas obras.

Idealizadora deste tributo ao escritor paraibano, a produtora Andrea Alves, da Sarau Agência, lançou o desafio para a Cia. Barca dos Corações Partidos e convidou três ilustres conterrâneos de Ariano para criar algo totalmente inédito, inspirado em seu legado e desenvolvido em um processo coletivo. Desta forma, nasceu o musical, que retorna a São Paulo a partir de 18 de maio no Teatro Shopping Frei Caneca, com canções inéditas de Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho, encenação de Luiz Carlos Vasconcelos e texto de Braulio Tavares.

Em 2007, a Sarau Agência realizou uma grande programação para festejar os 80 anos de Ariano e, desde então, foi criado um vínculo do escritor com Andrea, responsável por todas as montagens da Barca dos Corações Partidos e por uma série de projetos que celebraram a arte brasileira nos últimos 25 anos. “Há algum tempo, Ariano me falou: ‘Não venha comemorar meus 85 anos, eu não vou morrer, quero que você festeje os meus 90!’. Naquele momento me senti condecorada e com uma grande missão pela frente”, conta a produtora.

A ideia inicial surgiu em conversas de Andrea com Ariano, que se confessava um palhaço frustrado e que elegeu o palhaço de ‘O Auto da Compadecida’ como um dos seus personagens prediletos. “Assim, surgiu a ideia de uma grande homenagem ao palhaço de Ariano e pensei na reunião da Barca dos Corações Partidos com o que eu chamo de ‘trio paraibano’. Assim foi sendo criada esta peça inédita, com músicas e texto originais, mas totalmente inspirada no legado de Ariano”, resume.

“A REDE é parceira da Sarau desde 2013, com os espetáculos ‘Gonzagão – A Lenda’ e ‘Suassuna – O Auto do Reino do Sol’. Nossa história com a empresa começa com esse espetáculo que emocionou mais de 300 mil pessoas pelo País. A experiência acumulada gerou um impacto tão grande na potência de criação e de realização da Sarau que a consequência imediata foi o surgimento de uma cia. teatral focada em musicais brasileiros, a Barca dos Corações Partidos. Um grupo que está completando cinco anos e soube utilizar a parceria da REDE para aprofundar uma pesquisa de linguagem e apresentar, como resultante, projetos como o que estamos agora em cartaz – ‘Suassuna – O Auto do Reino do Sol’ – que já acumula mais de 50 mil espectadores, valoração de mídia de 16 milhões, 60 indicações a prêmios e 17 premiações até agora. Juntos, Sarau e REDE temos, portanto, uma grande história, com duas produções que se destacaram pela homenagem a grandes brasileiros, pela qualidade de sua realização e potência criativa”, observa.

 

Uma encenação de Luiz Carlos Vasconcelos
Texto: Bráulio Tavares
Música: Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho
Idealização e Direção de Produção: Andrea Alves
Com a Cia. Barca dos Corações Partidos: Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Beto Lemos,
Fábio Enriquez, Eduardo Rios, Renato Luciano e Ricca Barros.

 

Prêmios:

VENCEDOR DO PRÊMIO APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) – Melhor Espetáculo;
 VENCEDOR DO PRÊMIO REVERÊNCIA DE TEATRO MUSICAL: Categoria Especial – Elenco da Cia. Barca dos Corações Partidos por ‘Suassuna – O Auto do Reino do Sol’ e ‘Auê’;
VENCEDOR DO PRÊMIO CESGRANRIO nas categorias Melhor Espetáculo, Direção Musical (Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho), Figurino (Kika Lopes e Heloísa Stockler) e Ator em Musical (Adrén Alves);
 VENCEDOR DO PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL nas categorias Melhor Espetáculo, Direção (Luiz Carlos Vasconcelos), Autor (Braulio Tavares), Ator (Ádren Alves), Direção Musical e Figurino;
VENCEDOR DO PRÊMIO SHELL nas categorias Melhor Música (Chico César, Beto Lemos e Alfredo Del Penho), Figurino (Kika Lopes e Heloísa Stocker) e Melhor Autor (Braulio Tavares);
INDICADO AO PRÊMIO APTR nas categorias Espetáculo, Autor, Direção, Cenografia, Música, Ator (Adrén Alves), Ator Coadjuvante (Fábio Enriquez e Renato Luciano) e Produção (Sarau Agência);

MELHOR ESPETÁCULO pelo júri do Guia da Folha de S. Paulo.

 

Temporada de 18 de maio à 1º de julho.

Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 19h.

Duração: 120 minutos.

Classificação indicativa: 12 anos.

 

Valor:
Sexta e domingo: Setor A – R$ 120,00 | R$ 60,00;
Setor B – R$ 50,00 | R$ 25,00;

Sábado: Setor A – R$ 150,00 | R$ 75,00;
Setor B – R$ 70,00 | 35,00.