41ª MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA

Filme “A fera na selva” (BRA, 2015)

 


Direção: Paulo Betti e Eliane Giardini.

Elenco: Paulo Betti, Eliane Giardini, Lauro Escorel, Ademir Feliziani, Cristina Labronici, Janice Vieira, Juliana Betti, Mario Persico.

A Fera na Selva é um longa-metragem baseado na obra, de mesmo nome, do escritor americano Henry James, escrita no início do século XX. É o primeiro filme de longa-metragem rodado inteiro em Sorocaba e na região. A ideia de realizar o longa-metragem vinha sendo acalentada há mais de 20 anos pelos atores Paulo Betti e Eliane Giardini, que encenaram, no teatro, uma adaptação desse romance que obteve muito sucesso. Ao escolherem filmar em Sorocaba, Betti e Giardini buscaram, por meio desse processo, valorizar a região e mostrar para o País as belezas locais através de um livro reconhecido mundialmente. Com previsão de estreia no segundo semestre desse ano, Sorocaba e região serão exibidas por todo o mundo através de A Fera na Selva. Além de terem produzido o roteiro e dirigido o longa-metragem, Paulo Betti e Eliane Giardini também dão vida aos personagens João e Maria, respectivamente.

Sinopse

João e Maria se encontram durante um passeio monitorado na Fazenda Ipanema e têm a sensação de que já se conhecem há muito tempo. Conversando, eles percebem que a impressão era verdadeira, mas que João havia esquecido todos os detalhes do encontro que tiveram anteriormente.

A empatia entre os dois é fulminante. Maria lembra de tudo, dos pormenores e, principalmente, de uma confissão que ele havia feito. João fica absolutamente encantado com o fato de Maria se lembrar tanto. Ao mesmo tempo, fica temeroso pelo que teria contado.

Alguns dias depois João encontra Maria no refeitório de uma universidade, no interior de São Paulo, onde ambos agora trabalham. Eles retomam a conversa que começaram na fazenda. Maria pergunta se ele ainda espera que aconteça o que ele tinha certeza que a vida lhe reservara, a chegada do extraordinário evento que iria transformar o rumo de seu destino. João está pasmo. Ela era a primeira pessoa que conhecia seu terrível segredo.

Terrível, sim, porque João convive com essa sensação que não lhe permite usufruir o momento presente. Está sempre no aguardo do que está por vir. O fato de ele ter contado para ela o segredo que carregava como um fardo aproxima, definitivamente, os dois. Maria se oferece para esperar com ele a chegada do tão aguardado acontecimento.

Eles moram lado a lado numa vila que serve aos empregados da fábrica. A vida vai passando. Às vezes, ela indaga se o acontecimento não seria essa espera. A relação dos dois. O amor. João acha pouco. Acha que está preparado para algo maior, mais definitivo, mais transformador, mais revolucionário. Mas, um dia, ele acaba descobrindo o significado de tudo aquilo, e a revelação é avassaladora.

 

Programação:

Dia 19/10, às 21h10 – ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA 1. 
Dia 22/10, às 17h30 – ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA 5.
Dia 23/10, às 15h50 – CINE CAIXA BELAS ARTES SALA 3

Mais informações: info@mostra.org | www.41.mostra.org